segunda-feira, 23 de abril de 2018

Vamos escolher uma instituição para a blogosfera ajudar em Maio?

Vamos unir a blogosfera de finanças em torno de algo maior e coletivo: ajudar instituições que lutam para tornar o Brasil e o Mundo em lugares melhores para se viver.

Quem acabou de cair de paraquedas nesse post pode clicar aqui e entender o que está acontecendo.

Dando prosseguimento a minha ideia, selecionei 3 instituições para a blogosfera fazer doações em conjunto no mês de maio.

Médicos Sem Fronteiras


Área de Atuação: Mundial

Foco: Assistência médica em locais paupérrimos.

https://www.msf.org.br/

Suípa - Área de Atuação


Área de Atuação: Cidade do Rio de Janeiro e Grande Rio

Foco: Recolhimento de animais de rua, castração e adoção

http://www.suipa.org.br/

Casa Maria de Magdala


Área de Atuação: Niterói e Maricá (Rio de Janeiro)

Foco: Assistência social a pais e crianças em situação vulnerável, especialmente filhos de pais aidéticos e/ou viciados em drogas.

http://www.casamariademagdala.org/



Vamos votar aqui mesmo no blog. Depois de escolhida, quem quiser participar pode doar ao menos R$1, depois vem aqui no blog e diz quanto doou.

Não precisa comprovar a doação e nem passar dinheiro pra mim.

Você doa diretamente. A sua palavra vai bastar como comprovante.

No fim do mês de maio, farei um post com a divulgação de quanto a blogosfera doou.

Pensei também em fazer um ranking de doações. O motivo não é ficar se gabando, mas do mesmo jeito que o ranking de finanças estimula algumas pessoas a investirem regularmente, o ranking de doações pode estimular alguém a doar regularmente.

Enfim, são ideias. Deixem aqui nos comentários as suas opiniões!

E vote na enquete aqui na barra lateral do blog! A votação vai até o dia 01 de maio.


quarta-feira, 4 de abril de 2018

Atualização sobre o post de doações: a blogosfera de finanças pode fazer a diferença para Brasil?

Fala galera, blz?

Lembram-se do post sobre doações e caridade?

Então, resolvi esse mês fazer a doação. Escolhi duas instituições, uma foi a Suípa e a outra foi uma instituição da minha cidade que eu acabei lembrando-me que existia.

A Suípa achei muito burocrático para fazer a doação, o valor mínimo é de R$30 por causa do custo do boleto. Boleto caro esse, hein?

Esse valor mínimo me desanimou.

Já a instituição da minha cidade foi muito prático, eles disponibilizam várias contas para você depositar ou fazer transferência.

Como tinham conta no Banco do Brasil, fiz uma transferência de graça pra lá. Foi tudo rápido, em menos de 5 minutos doei R$10 a eles.

Essa instituição faz um trabalho bonito cuidando de crianças com famílias zoadas, onde os pais são drogados, moradores de rua, aidéticos, e por aí vai...

Uma pena, queria que a Suípa tivesse um sistema mais prático, eles até tem que dar um recibo de doação, não entendi pra que tanta burocracia.

*
*
*

Falando em doações, vocês viram a notícia abaixo? Provavelmente não, pois a grande imprensa andou, cagou e defecou para ela.

Essa notícia mal e mal reverberou na imprensa gaúcha. Se não fosse pelo Canal do Mamãe Falei eu nunca ia ficar sabendo disso.


Empresários doam R$ 14 milhões para a segurança pública

https://gauchazh.clicrbs.com.br/seguranca/noticia/2018/03/empresarios-doam-r-14-milhoes-para-a-seguranca-publica-cje91jukp02zp01qxpviyaufs.html

Para quem quiser ver uma cobertura do evento, recomendo o vídeo abaixo.


Onde já se viu, empresários capitalistas malvadões fazendo o dever do Estado paternalista? Onde vamos parar?!?

O Instituto em questão é o Instituto Cultural Floresta.

Isso me deu uma ideia: e se, uma vez a cada bimestre, escolhermos uma instituição no Brasil para receber doações da blogosfera?

E por que bimestralmente? Um mês pra escolhermos e um mês para as doações serem feitas.

Me ofereço pra organizar essa ação.

O que vocês acham? Tirariam o escorpião do bolso para participar?

quinta-feira, 29 de março de 2018

[Ajuda] O que fazer para mudar a minha vida financeira no médio e longo prazo e alcançar a IF (ou ser FIRE)?

Bom dia, corredores da corrida dos roedores!

Creio que os senhores não sabem, mas tenho 31 anos de idade e sou casado. Atualmente trabalho com SEO - Search Engine Optimization e toda a minha carreira profissional foi na área de marketing digital.

Eu gosto do meu trabalho atual, porém gosto mais ainda de ganhar dinheiro.

Atualmente meus vencimentos são na casa de R$2100 bruto + VR + VA + Riocard. Como podem ver, não é lá grandes coisas para quem tem 31 anos. Minha sorte é que não tenho filhos, não pago aluguel e meus pais me ajudam todo mês pagando meu plano de saúde e me ajudando com as facadas do IPVA e Seguro do carro.

Vocês vão dizer pra eu arranjar uns bico, freelas, pra eu aumentar a minha renda. Eu tenho, mas num mês bom eu tiro, no máximo uns R$900. Mas meses assim são bem raros. Em média, fica em torno de R$350.

Tenho pensado diariamente no que fazer para melhorar a minha condição financeira, minha qualidade de vida e acelerar a minha IF. 

Pensei nas seguintes alternativas:


Tecnologia da Informação - Acabei de concluir um curso online de algoritmos, já fiz HTML e CSS (não lembro de quase nada deste) e estou iniciando um de PHP.

Não posso dizer que adoro essa área ou que sou um prodígio nela, mas vejo potencial financeiro.

O que complica é que não tenho experiência na área e nem pretendo fazer faculdade de novo.

SEO e Marketing Digital - Gosto da área, tenho experiência, sou chamado com certa frequência para processos seletivos, mas essa área paga muito mal.

Empreender nela nem pensar. Existem centenas de agências saindo no tapa pelos mesmos clientes.

SEO costumava pagar bem (funcionários mais antigos na minha empresa chegaram a ganhar em torno de R$4000-R$6000 mais benefícios), mas não sei se foi a crise ou problemas internos da empresa (que são muitos), fizeram o salário cair e muito.

Concursos Públicos - Esse é clichê. Teoricamente é o  mais simples, passou "ta garantido pro resto da vida".

Porém, já fiquei praticamente um ano inteiro estudando sério pra concurso e sequer bati na trave.

A competição ta insana e as provas de nível médio vem cada vez mais difíceis.

Na minha visão, não tenho como trabalhar e estudar ao mesmo tempo. Já tentei, mas chego em casa sem saco e cansando, começo a estudar e em 15 minutos do caindo de sono.

Pra me dedicar aos concursos, teria que pedir demissão e pedir ainda mais ajuda financeira aos meus pais. Levaria anos até eu passar.

Não é um cenário que me agrada.

Imigração - Imigrar pra Austrália me parece uma opção viável. O custo está dentro das minhas possibilidades e parece que emprego por lá é o que não falta, desde que você não seja muito seletivo e aceite trabalhar no pesado.

Os contras é que não há garantias que eu vá conseguir um sponsor pra eu tirar um visto pra morar lá em definitivo, é uma cultura diferente, longe da família e amigos. Pesado...

.
.
.

Agora eu quero ouvir a opinião de vocês.

O que fariam se estivessem no meu lugar?